• GFD

Tudo sobre Massagens, por Miguel Almeida



Tudo sobre Massagens


A manipulação dos tecidos moles é, sem dúvida, uma das formas mais antigas de terapia. Devido aos seus diversos benefícios a massagem é praticada mundialmente, não estando restringida a nenhuma profissão ou tradição específica.

Em muitos sítios a massagem era, e continua a ser, uma prática saudável tão comum como ter uma alimentação correta ou uma vida ativa.




O GFD - Fisioterapia e Osteopatia convidou-me a escrever este artigo de opinião de modo a que os nossos clientes possam ter um melhor conhecimento do que é a massagem e quais as massagens que temos disponíveis na clínica.

A massagem é definida como a fricção ou compressão da parte muscular ou de outras partes do corpo, para obter resultados terapêuticos ou para fins de relaxamento. Neste artigo irei falar das massagens manuais, entre elas a massagem desportiva, a massagem de relaxamento e a massagem de drenagem linfática, bem como as diferenças entre elas e valências de cada uma.


Os mecanismos e efeitos da massagem na prevenção e recuperação de lesões como as contraturas, tendinites, roturas, fibroses ou tendinopatias estão sempre dependentes do estado atual do paciente e das técnicas utilizadas na mesma, no entanto, normalmente traduzem-se por uma melhoria a longo prazo da qualidade de vida do cidadão comum e performance dos atletas.

Diferentes tipos de massagem


Massagem de drenagem linfática


O que é?


A massagem de drenagem linfática (MDL) é a massagem mais conhecida no tratamento de edemas linfáticos. Neste tipo de massagem existem diversos métodos, cada um com uma sequência específica, no entanto, o objetivo é sempre o mesmo, a diminuição da retenção de líquidos.


Neste tipo de massagem a velocidade (lenta), a pressão (baixa) e o sentido com que as técnicas são efetuadas são essenciais para realizar uma drenagem correta.


A quem se aplica?



Drenagem Linfática no GFD

A MDL é indicada no tratamento de síndromes pós-trombóticas, doenças degenerativas do sistema nervoso e patologias inflamatórias.


Em termos de grupos específicos, a massagem de drenagem linfática é muito comum entre as grávidas devido ao aumento de fluido circulante que ocorre durante a gravidez, no entanto, pode ser utilizada por qualquer pessoa com retenção de líquidos.


Nos atletas este tipo de massagem é muito utilizado em lesões que provoquem edema (como por exemplo numa entorse).


Quando se deve fazer e quais os cuidados a ter?


Esta massagem normalmente está associada a um objetivo específico, e apesar de a regularidade ser sempre importante a frequência desta massagem vai depender das instruções do terapeuta responsável.


Existe um debate sobre a possibilidade de a MDL poder de alguma forma promover as metástases no cancro, no entanto, não há fundamento na literatura que o confirme. De qualquer modo é importante que este tipo de pacientes tenham uma avaliação e aprovação médica para a realização da drenagem. É também preciso ter em atenção pessoas com infeções agudas pois a MDL pode provocar uma exacerbação dos sintomas causados pelas mesmas.



Massagem desportiva


O que é?



Massagem Desportiva no GFD

A massagem desportiva tem sido usada para tentar curar e prevenir diversas lesões agudas e crónicas. Considera-se que este tipo de massagem aumenta o relaxamento muscular a longo prazo, reduz a tensão muscular (podendo assim aumentar as amplitudes articulares), promove os processos de regeneração e consequentemente melhora a performance dos atletas, e qualidade de vida das pessoas que levam massagem regularmente.


A quem se aplica?


Ao contrário do que se pensa a massagem desportiva não é só para atletas. Os atletas são os principais clientes, no entanto, tal como não são só os atletas que têm lesões também não são só estes que acumulam tensão e contraturas devido aos esforços realizados no dia a dia, logo, qualquer pessoa ativa pode beneficiar com este tipo de massagem.


Quando se deve fazer e quais os cuidados a ter?


Neste caso é importante diferenciar os clientes em atletas e não atletas. Apesar de ser essencial manter uma regularidade nas sessões de massagem em qualquer um dos grupos de modo a ter os melhores resultados possíveis a longo prazo, no caso dos atletas também é importante saber como coordenar as massagens com os treinos e competições.


A massagem desportiva é importante para preparar e recuperar, tanto de treinos como de provas. No entanto, um atleta que faça massagem regularmente deve ter em atenção que:


  • Não deve fazer massagem profunda antes de realizar uma atividade intensa. O intervalo de tempo entre a massagem e a condição ideal para competir varia de atleta para atleta, assim é importante simular e aprender com as experiências pré-competição (treino) para depois se reproduzir quando o atleta for competir.

  • No caso de não ser possível fazer a massagem antecipadamente o atleta deve avisar o terapeuta de modo a que se adapte a massagem para uma massagem com menos pressão e mais velocidade.

  • É normal que uma massagem feita pouco tempo após uma atividade intensa seja mais dolorosa, pois os músculos ficam congestionados por metabólitos, como ácido láctico, dióxido de carbono e água, no entanto, é importante fazer a massagem de modo a eliminar essas toxinas, diminuir a fadiga e otimizar o funcionamento muscular.



Massagem de relaxamento


O que é?


Muitos dos objetivos da massagem de relaxamento são idênticos aos da massagem desportiva, no entanto, aqui o principal objetivo é o alívio do stress. Tendo isso em conta as técnicas utilizadas são menos profundas (têm menos pressão), mais lentas e rítmicas permitindo que o corpo relaxe totalmente.


Massagem de Relaxamento no GFD

Estas massagens têm um efeito menos duradouro e não trabalham as fibras musculares tão profundamente, no entanto, são menos dolorosas e podem ser feitas com maior regularidade.


A quem se aplica?


A massagem de relaxamento é ideal para pessoas que sintam necessidade de relaxar, mas que não queiram, ou não possam, levar uma massagem com muita pressão. Devido a este fator há poucas contraindicações para este tipo de massagem.


Quando se deve fazer e quais os cuidados a ter?


Mais uma vez aqui a regularidade da massagem é essencial para conseguir manter um relaxamento ideal, e os utentes podem fazer a massagem com a regularidade que quiserem, no entanto os atletas devem ter em atenção que a recuperação muscular não é tão pronunciada e que normalmente há relatos de as pessoas sentirem que os músculos não estão tão reativos nos treinos subsequentes, devendo evitar treinos intensos no mesmo dia (após a massagem) e no dia imediatamente depois da massagem.É normal que uma massagem feita pouco tempo após uma atividade intensa seja mais dolorosa, pois os músculos ficam congestionados por metabólitos, como ácido láctico, dióxido de carbono e água, no entanto, é importante fazer a massagem de modo a eliminar essas toxinas, diminuir a fadiga e otimizar o funcionamento muscular.




Miguel Almeida - Massagista GFD

Miguel Almeida, encontra-se neste momento frequentar o 4º ano da licenciatura em Fisioterapia, na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa.



Realizou, em 2016, o Curso de Técnico Auxiliar de Fisioterapia e Massagem e Desportiva, na Escola de Massagem e Motricidade Aplicada, faz parte da equipa GFD e aceitou o desafio de escrever o seu primeiro artigo para o nosso blogue.
















#GFD #FIsioterapiaOsteopatia #Massagens #MassademDesportiva #MassagemRelaxante #DrenagemLinfatica

34 visualizações

GFD Amadora

Rua Olivença nº9
2700 - 622 Amadora

GFD Belém

Rua Fábrica Carp, 12A
1400-412 Lisboa

Não encontrou o que procurava?